terça-feira, 4 de janeiro de 2011

plano anual 4º ano


- LÍNGUA PORTUGUESA -

Quadro-síntese dos gêneros indicados
Gêneros freqüentados em atividades permanentes ou ocasionais
Roteiro, mapa de localização, regras de jogo, verbete de enciclopédia virtual, artigo de divulgação científica para crianças, notícia, reportagem, lenda, mito, conto tradicional, literatura infanto-juvenil, poema, canções.
Gêneros selecionados para estudo e aprofundamento em seqüências didáticas ou projetos
Carta, e-mail/relato de experiências vividas; verbete de enciclopédia infantil/exposição oral; entrevista; fábula; poema narrativo.

Esfera cotidiana
Expectativa de aprendizagem
Leitura
1
Relacionar a carta ou e-mail à situação comunicativa e ao suporte em que circula originalmente.
2
Estabelecer conexões entre o texto e os conhecimentos prévios, vivências, crenças e valores
3
Explicitar o assunto do texto.
4
Inferir o sentido de palavras ou expressões a partir do contexto ou selecionar a acepção mais adequada em verbete de dicionário ou de enciclopédia.
5
Recuperar informações explícitas
6
Relacionar pronomes ou expressões usadas como sinônimos a seu referente para estabelecer a coesão textual.
Produção escrita
7
Produzir carta ou e-mail, levando em conta o gênero e o seu contexto de produção.
8
Revisar e editar o texto, focalizando os aspectos estudados na análise e reflexão sobre a língua e linguagem.
Análise e reflexão sobre a língua e a linguagem
9
Identificar, com o auxílio do professor, possíveis elementos da organização interna da carta/email: destinatário, corpo do texto, despedida.
10
Reconhecer, em relação à finalidade e ao interlocutor, o nível de linguagem em uso: formal/ informal.
Escuta / produção oral
11
Relatar experiências vividas, respeitando a seqüência temporal e causal
12
Participar de situações de intercâmbio oral, formulando perguntas ou estabelecendo conexões com os conhecimentos prévios, vivências, crenças e valores.

Esfera escolar
Expectativa de aprendizagem
Leitura
13
Relacionar o verbete de enciclopédia infantil à situação comunicativa e ao suporte em que circula originalmente.
14
Estabelecer conexões entre o texto e os conhecimentos prévios, vivências, crenças e valores.
15
Localizar informações em gráficos, tabelas, mapas etc. que acompanham o texto.
16
Inferir o sentido de palavras ou expressões a partir do contexto ou selecionar a acepção mais adequada em verbete de dicionário ou de enciclopédia.
17
Reconhecer os organizadores do verbete: ordem alfabética, numérica ou temporal.
18
Levantar as idéias principais do texto para organizá-las em seqüência lógica.
Produção escrita
19
Produzir verbete a partir de informações coletadas em pesquisa prévia, levando em conta o gênero e o seu contexto de produção.
20
Revisar e editar o texto, focalizando os aspectos estudados na análise e reflexão sobre a língua e a linguagem.
Análise e reflexão sobre a língua e a linguagem
21
Identificar, com o auxílio do professor, possíveis elementos da organização interna do verbete: título, organizadores e expansão do tema.
22
Examinar o uso de recursos gráficos no verbete: negrito, itálico, marcadores e numeração.
23
Compreender a função dos numerais na orientação da subdivisão do tema.
Escuta / produção oral
24
Expor o assunto pesquisado, apoiando-se em ilustração ou pequeno esquema.
25
Participar de situações de intercâmbio oral, formulando perguntas ou estabelecendo conexões com os conhecimentos prévios, vivências, crenças e valores.

Esfera jornalística
Expectativa de aprendizagem
Leitura
26
Relacionar a entrevista à situação comunicativa e ao suporte em que circula originalmente.
27
Estabelecer conexões entre o texto e os conhecimentos prévios, vivências, crenças e valores.
28
Explicitar o assunto do texto.
29
Inferir o sentido de palavras ou expressões a partir do contexto ou selecionar a acepção mais adequada em verbete de dicionário ou de enciclopédia.
30
Correlacionar causa e efeito, problema e solução, fato e opinião.
Produção escrita
31
Produzir entrevista, levando em conta o gênero e o seu contexto de produção.
32
Revisar e editar o texto, focalizando os aspectos estudados na análise e reflexão sobre a língua e a linguagem.
Análise e reflexão sobre a língua e a linguagem
33
Identificar, com o auxílio do professor, possíveis elementos da organização interna da entrevista: a abertura da interação, seu corpo e seu fechamento.
Escuta / produção oral
34
Preparar roteiro para realizar entrevista.
35
Reconhecer e assumir os papéis do entrevistador (abre e fecha, faz perguntas, pede a palavra do outro, introduz novos assuntos, re-orienta a interação) e do entrevistado (responde e fornece as informações pedidas).

Esfera literária (prosa)
Expectativa de aprendizagem
Leitura
36
Relacionar a fábula à situação comunicativa e ao suporte em que circula originalmente.
37
Estabelecer conexões entre o texto e os conhecimentos prévios, vivências, crenças e valores.
38
Estabelecer a relação entre o título e o corpo do texto ou entre as imagens (fotos, ilustrações) e o corpo do texto.
39
Inferir o sentido de palavras ou expressões a partir do contexto ou selecionar a acepção mais adequada em verbete de dicionário ou de enciclopédia.
40
Recuperar informações explícitas
41
Estabelecer relação entre a moral e o tema da fábula.
Produção escrita
42
Reescrever fábulas a partir de modelo, levando em conta o gênero e o seu contexto de produção.
43
Produzir fábulas a partir de provérbios, levando em conta o gênero e o seu contexto de produção.
44
Revisar e editar o texto, focalizando os aspectos estudados na análise e reflexão sobre a língua e a linguagem.
Análise e reflexão sobre a língua e a linguagem
45
Identificar, com o auxílio do professor, possíveis elementos da organização interna da fábula: situação inicial, desenvolvimento da ação, situação final e moral.
46
Distinguir fala de personagem do enunciado do narrador para compreender alguns de seus usos.
47
Localizar palavras e expressões que marcam a progressão do tempo e as que estabelecem as relações de causalidade entre os acontecimentos relatados para compreender alguns de seus usos.
Escuta / produção oral
48
Ouvir com atenção as fábulas lidas ou contadas, estabelecendo conexões com os conhecimentos prévios, vivências, crenças e valores.
49
Recontar fábulas, apropriando-se das características do texto-fonte.
50
Dramatizar a fábula.



Esfera literária (verso)
Expectativa de aprendizagem
Leitura
51
Relacionar o poema à situação comunicativa e ao suporte em que circula originalmente.
52
Estabelecer conexões entre o texto e os conhecimentos prévios, vivências, crenças e valores.
53
Inferir o sentido de palavras ou expressões a partir do contexto ou selecionar a acepção mais adequada em verbete de dicionário ou de enciclopédia.
54
Articular os episódios narrados em seqüência temporal.
55
Descrever personagens, reconhecendo suas funções na narrativa.
56
Identificar o conflito gerador.
Produção escrita
57
Em duplas ou coletivamente, produzir em versos fábulas ou contos conhecidos, levando em conta o gênero e o seu contexto de produção.
58
Revisar e editar o texto, focalizando os aspectos estudados na análise e reflexão sobre a língua e a linguagem.
Análise e reflexão sobre a língua e a linguagem
59
Identificar, com o auxílio do professor, possíveis elementos da organização interna do poema narrativo: observar segmentação do poema em versos e estrofes.
60
Observar o funcionamento do ritmo e da rima nos poemas para compreender alguns de seus usos.
Escuta / produção oral
61
Recitar poemas narrativos.
62
Apreciar poemas lidos ou recitados.

Apropriação do sistema de escrita alfabética
Expectativa de aprendizagem
63
Segmentar o texto em palavras.
64
Segmentar corretamente a palavra na passagem de uma linha para outra.
65
Pontuar corretamente final de frases, usando inicial maiúscula.
66
Segmentar o texto em parágrafos, em vista das restrições impostas pelos gêneros.
67
Pontuar corretamente os elementos de uma enumeração.
68
Pontuar corretamente passagens de discurso direto, em razão das restrições impostas pelos gêneros.
69
Reduzir os erros por interferência da fala.
70
Representar as marcas de nasalidade.
71
Respeitar as regularidades contextuais.
72
Grafar sílabas cuja estrutura seja diferente de consoante e vogal, tais como as que contêm ditongos, dígrafos e encontros consonantais.
73
Respeitar as regularidades morfológicas.
74
Escrever corretamente palavras de uso freqüente.
75
Acentuar palavras de uso comum
76
Aplicar a regra geral de concordância verbal e nominal.
77
Formatar graficamente o texto.

- HISTÓRIA -
O que produzimos
Expectativa de aprendizagem
1
Identificar costumes alimentares dos habitantes da cidade (comida caseira, pré-pronta, fast-food...) e suas mudanças e permanências no tempo.
2
Identificar processos de produção, de conservação, de circulação de alimentos que abastecem a cidade, e os sujeitos históricos neles envolvidos, considerando suas mudanças e permanências no tempo.
3
Identificar a relação da cidade de Itapevi com outras localidades para produção e abastecimento de alimentos, e suas mudanças e permanências no tempo (feiras, supermercados, restaurantes, cantinas, formas de transporte das áreas agrícolas para a urbana – da carroça ao caminhão etc....)
4
Identificar diferentes relações de trabalho entre os moradores da cidade de Itapevi no presente e em outras épocas, distinguindo o trabalho escravo do trabalho livre.
5
Identificar mudanças e permanências nas relações de trabalho, nas ferramentas, nos materiais e nos equipamentos utilizados na produção de diferentes objetos presentes no cotidiano da cidade.
6
Identificar e comparar a produção e a coleta de resíduos na cidade de Itapevi e em outras localidades, e suas diferenças e permanências no tempo (lixo urbano, lixo rural...).
7
Relacionar atividades locais e acontecimentos históricos da cidade de Itapevi com a preservação da memória de indivíduos, grupos e classes.
8
Identificar e utilizar marcadores de tempo de média e longa duração (décadas e séculos) e situar a história do aluno na história da cidade.
9
Reconhecer a importância da preservação do patrimônio.

Como nos comunicamos
Expectativa de aprendizagem
10
Identificar linguagens e meios de comunicação presentes na vida das crianças e da família, na escola e na cidade, estabelecendo relações de semelhanças e diferenças com os identificados em outras culturas, épocas e localidades.
11
Relacionar diferentes formas de registro (desenhos, pinturas, escritas, gravações sonoras e visuais...) com sociedades de determinados locais e épocas históricas
12
Coletar informações de registros produzidos em diferentes épocas da história brasileira, incluindo os produzidos pelos povos indígenas.
13
Confrontar informações colhidas em registros diferentes, referentes aos mesmos acontecimentos históricos.
14
Relacionar registros históricos com a preservação da memória de grupos e classes.
15
Estabelecer relações entre os hábitos culturais e os meios de comunicação do século XX.
16
Coletar informações de produções veiculadas em meios de comunicação do século XX com o propósito de analisar sua relação com acontecimentos históricos.
17
Identificar e utilizar marcadores de tempo de média e longa duração (décadas e séculos).


- GEOGRAFIA -
O que produzimos
Expectativa de aprendizagem
1
Reconhecer exemplos de matéria-prima e industrial, tendo como referência produtos artesanais e industriais do cotidiano.
2
Identificar percursos dos alimentos desde a produção (plantação) até o consumo (comércio).
3
Elaborar mapas temáticos relacionados à histórias dos alimentos: origem, local da plantação, da produção e do consumo.
4
Identificar diferentes atividades profissionais que envolvem a produção e a circulação de produtos artesanais ou industriais.
5
Identificar os locais de comercialização dos produtos agrícolas (centrais de abastecimento, feiras livres, supermercados...).
6
Reconhecer as formas de uso do solo na produção de alimentos.
7
Reconhecer, a partir de ilustrações e mapas, elementos do ambiente do campo ou da cidade
8
Identificar as principais atividades econômicas em diferentes Estados brasileiros
9
Identificar o uso de diferentes equipamentos e técnicas na produção de objetos artesanais e industrializados.
10
Reconhecer os tipos de coletado lixo e como a percebemos nas atividades diárias na cidade: catador de latas; papelão; entulho de material de construção e outros.
11
Reconhecer os objetos produzidos como material reciclado e industrializado, compreendendo a relação entre produção de objetos, consumo e desperdício.

Como nos comunicamos
Expectativa de aprendizagem
12
Reconhecer a importância das tecnologias nos meios de comunicação no cotidiano, como rádio, TV, jornais, revistas e Internet.
13
Reconhecer ao longo dos séculos como a produção artesanal e as técnicas empregadas contribuíram para as pessoas se comunicarem.
14
Reconhecer e utilizar mapas como texto informativo para localizar e descrever objetos e fenômenos.
15
Descrever diferentes formas de comunicação no dia-a-dia, para obter informações sobre países, estados e cidades.
16
Reconhecer nas propagandas sinais que as associam ao consumo.
17
Reconhecer e comparar diferentes documentos, mapas, objetos, imagens e outros registros como meios de informação e comunicação.
18
Identificar os meios de comunicação como forma de aproximação dos lugares.

- CIÊNCIAS -
O que produzimos
Expectativa de aprendizagem
1
Identificar origem e processos básicos de produção de alguns alimentos não-industrializados e industrializados, a partir de embalagens e outras referências.
2
Reconhecer técnicas de conservação de alimentos, como: resfriamento e adição de substâncias – sal, conservantes, ácidos.
3
Reconhecer sinais de transformações, como: bolores, colônias de bactérias e gases, que ocorrem com a deterioração de alimentos ou de suas embalagens.
4
Reconhecer misturas e transformações de materiais, na realização de receitas caseiras simples, como pães e bolos.
5
Identificar os principais tipos de nutrientes associando-os aos alimentos comuns da dieta diária.
6
Descrever os processos básicos da digestão para aproveitamento do alimento pelo corpo.
7
Identificar e descrever diferentes materiais, como metais, plásticos,madeira, vidro, em produtos naturais e industrializados presentes no cotidiano e compará-los quanto à origem, propriedades e ao processo de produção.
8
Valorizar formas de redução do lixo doméstico pelo consumo consciente, reconhecendo modos adequados para sua deposição em casa e na escola.
9
Identificar e registrar principais diferenças entre lixo orgânico e outros tipos de resíduos domésticos e compreender os impactos ambientais que podem provocar.
10
Observar e identificar procedimentos que favoreçam a coleta seletiva, reconhecendo símbolos de reciclagem e de segurança em embalagens e rótulos de produtos industrializados.

- MATEMÁTICA -

Explorando contextos do cotidiano, de outras áreas de conhecimento e da própria Matemática, por meio de práticas que pode articular-se em projetos, seqüências didáticas, atividades rotineiras e atividades ocasionais, para cada um dos blocos temáticos, espera-se que o estudante possa:

Números
Expectativa de aprendizagem
1
Reconhecer e utilizar números naturais no contexto diário.
2
Compreender e utilizar as regras do sistema de numeração decimal, para leitura, escrita, comparação e ordenação de números naturais de qualquer ordem de grandeza.
3
Contar em escalas ascendente e descendente a partir de qualquer número natural dado.
4
Resolver situações-problema em que é necessário fazer estimativas ou arredondamentos de números naturais (cálculos aproximados).
5
Reconhecer e utilizar números racionais no contexto diário.
6
Explorar diferentes significados das frações em situações-problema (parte-todo e quociente).
7
Ler e escrever números racionais, de uso freqüente no cotidiano, representados na forma decimal ou fracionária.
8
Comparar e ordenar números racionais de uso freqüente, na representação decimal.
9
Observar as regras do sistema de numeração decimal para compreensão, leitura e representação dos números racionais na forma decimal.

Operações
Expectativa de aprendizagem
10
Analisar, interpretar, formular e resolver situações-problema, compreendendo diferentes significados das operações envolvendo números naturais.
11
Determinar o resultado da multiplicação de números de 0 a 9 por 6, 7, 8 e 9, em situações-problema e identificar regularidades que permitam sua memorização.
12
Identificar e utilizar regularidades para multiplicar ou dividir um número por 10, por 100 e por 1000.
13
Construir fatos básicos da divisão a partir de situações-problema, para constituição de um repertório a ser utilizado no cálculo.
14
Utilizar a decomposição das escritas numéricas e a propriedade distributiva da multiplicação em relação à adição, para a realização de cálculos que envolvem a multiplicação e a divisão.
15
Calcular o resultado de operações de números naturais por meio de estratégias pessoais e pelo uso de técnicas operatórias convencionais.
16
Utilizar estratégias de verificação e controle de resultados pelo uso do cálculo mental e da calculadora.

Espaço e Forma
Expectativa de aprendizagem
17
Identificar a posição de uma pessoa ou objeto num desenho apresentado em malha quadriculada.
18
Identificar a movimentação de uma pessoa ou objeto num desenho apresentado em malha quadriculada.
19
Reconhecer semelhanças e diferenças entre esferas, cilindros e cones e entre cubos, paralelepípedos, prismas de base triangular e pirâmides.
20
Reconhecer planificações (moldes) de figuras tridimensionais como cubo, paralelepípedo, pirâmide, cone e cilindro.
21
Identificar triângulos, quadrados, retângulos, pentágonos e círculos, nas faces planas de uma figura tridimensional.

Grandezas e Medidas
Expectativa de aprendizagem
22
Reconhecer unidades usuais de medida, como metro, centímetro, quilômetro, grama, miligrama, quilograma, litro, mililitro.
23
Resolver situações-problema que envolva o significado de unidades de medida de comprimento, como metro, centímetro e quilômetro.
24
Resolver situações-problema que envolva o significado de unidades de medida de massa, como o grama, o miligrama e o quilograma.
25
Resolver situações-problema que envolva o significado de unidades de medida de capacidade, como litro e mililitro.
26
Utilizar, em situações-problema, unidades usuais de temperatura.
27
Utilizar medidas de tempo em realização de conversões simples, entre dias e semanas, horas e dias, semanas e meses.
28
Utilizar o sistema monetário brasileiro em situações-problema.
29
Resolver situações-problema que envolva o estabelecimento de relações entre algumas unidades de medida, como: metro e quilômetro, metro e centímetro, grama e quilograma, grama e miligrama, litro e mililitro.
30
Compreender o perímetro como a medida do contorno de uma figura plana.
31
Calcular perímetro de figuras desenhadas em malhas quadriculadas.

Tratamento da Informação
Expectativa de aprendizagem
32
Ler e interpretar dados apresentados de forma organizada em tabelas e gráficos.
33
Resolver problemas com dados apresentados de maneira organizada por meio de tabelas simples e gráficos de colunas.
34
Descrever, por escrito, situações apresentadas por meio de tabelas e gráficos.
35
Interpretar dados apresentados por meio de tabelas simples e de dupla entrada.
36
Interpretar dados apresentados por meio de gráficos de colunas, barras e linhas.

- EDUCAÇÃO FÍSICA -

Expectativa de aprendizagem
1
Perceber a possibilidade de criar diversos gestos a partir de diferentes sons produzidos pelo próprio corpo, pelo corpo de outros seres, por objetos e paisagens naturais e artificiais e por instrumentos musicais.
2
Perceber a possibilidade de imitar expressões faciais, gestos e sons produzidos por diferentes pessoas e animais.
3
Perceber a possibilidade de inventar expressões faciais, gestos, vocalizações e sons a partir de idéias, sentimentos e sensações.
4
Nas brincadeiras, agir “como se”, imitando e criando expressões faciais, gestos, posturas, vocalizações e sons, intencionalmente.
5
Conhecer e experimentar as possibilidades do corpo na dança: impulsionar, flexionar, contrair, elevar, alongar, relaxar etc., identificando-as em diferentes modalidades de dança.
6
Acompanhar diferentes ritmos com o corpo (intenso – moderado – lento), explorando todos os planos de ação do movimento (alto, médio, baixo), elaborando e explicando diversas interpretações diante de variados timbres de sons.
7
Adotar posturas de cuidado e respeito pelo outro durante a vivência das brincadeiras e danças.
8
Criar brinquedos com materiais recicláveis (cartões, caixas, tubos, madeiras etc.) e não reciclável (legumes, frutas, doces etc.).
9
Criar diferentes gestos a partir das danças vivenciadas, compreendendo a possibilidade de transformação da expressão corporal.
10
Planejar, executar e finalizar trabalhos artísticos, brincadeiras e danças a contento, cuidando dos materiais e da limpeza do ambiente de trabalho.
11
Explicar e demonstrar corporalmente as brincadeiras e danças vivenciadas no contexto familiar.
12
Recriar (reconstruir a seu modo) brinquedos pertencentes ao seu patrimônio cultural familiar.
13
Expressar corporalmente diferentes composições musicais, identificando a intenção do gesto elaborado.
14
Individualmente e em grupo, representar corporal e oralmente diferentes contos e histórias pertencentes ao seu patrimônio cultural familiar.
15
Identificar as principais características das brincadeiras vivenciadas (nome de artefatos, movimentos, regras, forma de organização, quantidade de participantes etc.).
16
Identificar as principais características das danças apreciadas e vivenciadas (forma de organização, ritmos, nome da dança etc.).
17
Participar ativamente da experiência rítmica desenvolvida no ambiente escolar.
18
Opinar acerca de suas preferências e escolhas com relação às brincadeiras (formas de organização, regras, movimentos), às danças (coreografias, vestimentas, artefatos, ritmos), às músicas e canções (temáticas, estilos e timbres de voz, instrumentos musicais e materiais sonoros) e às manifestações e produções das artes visuais (temáticas, estilos, técnicas, suportes e materiais).
19
Encaminhar os conflitos oriundos das vivências corporais de forma não violenta, pelo diálogo, prescindindo gradativamente da figura do professor.
20
Respeitar, mediante os combinados da classe, o direito de expressão dos colegas, compreendendo a importância da expressão pessoal para a construção coletiva.
21
Apresentar domínio das habilidades motoras específicas das brincadeiras (correr, andar, girar, rolar, pular, equilibrar-se, etc.).
22
Apresentar domínio das habilidades motoras na manipulação dos objetos específicos das brincadeiras e atividades (lançar, receber, quicar, rebater, chutar, arremessar, etc.).
23
Apresentar movimentação espacial e temporal de forma coordenada, necessárias na participação das brincadeiras e jogos.
24
Apresentar coordenação motora global que contribua para a realização de movimentos seguros.
25
Apresentar coordenação motora fina na realização dos movimentos nos jogos, brincadeiras e outras atividades escolares.
26
Demonstrar iniciativa em situações-problema que se apresentam nos jogos e brincadeiras.
27
Respeitar as ações dos companheiros em situações-problema que se apresentam nos jogos e brincadeiras.
28
Demonstrar interesse na aprendizagem de novas brincadeiras e jogos.
29
Demonstrar perseverança e paciência para aprender novas habilidades motoras.
30
Compreender e respeitar os objetivos e regras dos jogos e brincadeiras.
31
Reconhecer e respeitar os limites e possibilidades pessoais.
32
Reconhecer e respeitar os limites e possibilidades dos companheiros.
33
Demonstrar atitude cooperativa nas brincadeiras e jogos.
34
Demonstrar atitude ética na participação dos jogos e brincadeiras.
35
Demonstrar interesse na aprendizagem de novas brincadeiras e jogos.
36
Reconhecer e compreender as dificuldades da aprendizagem das habilidades motoras, específicas de cada atividade.







- EDUCAÇÃO ARTÍSTICA -

Expectativa de aprendizagem
1
Reconhecer nos seres, objetos e paisagens naturais e artificiais, características expressivas das artes visuais (ponto, linha, forma, cor, textura, luz, movimento etc.) e características expressivas das artes musicais (som, silêncio, ritmo, ruído etc.).
2
Perceber pequenas variações das características expressivas, tais como tons e semitons, pequenas variações de texturas, de forma etc.
3
Perceber as características e os limites dos materiais utilizados na construção de manifestações e produções artísticas, tais como resistência, elasticidade, transparência, opacidade, peso etc.
4
Manipular objetos e explorar espaços variados, a fim de conhecer sua forma, textura, temperatura, dimensão, tamanho, volume, proporção etc., interessando-se em agir sobre eles, descobrindo suas transformações.
5
Perceber a possibilidade de criar diversos gestos, a partir de diferentes sons produzidos pelo próprio corpo, pelo corpo de outros seres, por objetos e paisagens naturais e artificiais e por instrumentos musicais.
6
Perceber a possibilidade de imitar expressões faciais, gestos e sons produzidos por diferentes pessoas e animais.
7
Experimentar, selecionar e utilizar diversos suportes (papéis, tecidos, madeiras, pedras, barro etc.), materiais (lápis, giz, canetas, carvão, tintas, pincéis, espátulas etc.) e técnicas artísticas (desenho, pintura, colagem, gravura, relevo, móbile, escultura, fotografia, videografia etc.), a fim de utilizá-los com adequação.
8
Criar manifestações e produções das artes visuais, individualmente e coletivamente, a partir de estímulos diversos (tais como a ação, a emoção, a observação de modelos naturais e artificiais, a apreciação de obras de arte).
9
Criar efeitos, sonoplastias e seqüências sonoras simples, dialogando com outras linguagens artísticas (poesia, artes visuais, teatro, dança etc.).
10
Elaborar e recriar pequenas coreografias (solo ou pequenos grupos) que expressem sentimentos e sensações (medo, tristeza, alegria, coragem, amor, raiva etc.), identificando-os em ações pessoais ou em ações de outras pessoas e animais, e o contexto do fenômeno escolhido.
11
Improvisar cenas teatrais com os colegas, a partir de estímulos variados (tais como temas, sons, gestos, objetos etc.), integrando-se com eles, sabendo ouvir e esperar a hora de falar.
12
Reconstruir coletivamente coreografias a partir das danças pertencentes a outros grupos culturais.
13
Recriar (representar a seu modo) as manifestações e produções das artes visuais apreciadas.
14
Representar, por meio de manifestações e produções das artes visuais, o que percebeu, compreendeu e sentiu em relação às manifestações e produções culturais investigadas.
15
Participar ativamente da experiência rítmica desenvolvida no ambiente escolar.
16
Identificar as principais características das brincadeiras vivenciadas (nome de artefatos, movimentos, regras, forma de organização, quantidade de participantes etc.).
17
Identificar as principais características das danças apreciadas e vivenciadas (número de participantes, significado da dança, papéis e funções durante a prática etc.).
18
Identificar as principais características das manifestações e produções das artes visuais apreciadas (título, autor e elementos formais, tais como ponto, linha, forma, cor e textura).
19
Estabelecer relações entre as expressões corporal, plástica e sonora, presentes nos jogos teatrais.
20
Reconhecer as características que diferenciam as manifestações e produções artísticas e manifestações corporais (urbanos, rurais, folclóricos, eruditos, contemporâneos etc.).
21
Reconhecer a diversidade de manifestações e produções culturais existentes na cultura brasileira e no mundo.
22
Descrever o conhecimento construído a respeito do brincar, do fazer música, do dançar e do fazer artes visuais em diversas culturas.
23
Compreender que as manifestações e produções culturais fazem parte do patrimônio cultural das pessoas, logo, da humanidade, conhecendo alguns de seus aspectos culturais (história, festejos, rituais etc.) e valorizando a sua preservação.
24
Participar ativamente de visitas a espaços de divulgação cultural (centros comunitários, teatros, casas de espetáculo, festas, museus, galerias de arte, centros culturais etc.) promovidas pela escola.
25
Elaborar um portfólio de seus trabalhos em artes visuais, com a ajuda do professor.
26
Elaborar registro sobre a sua participação em visitas a espaços de divulgação cultural (centros comunitários, teatros, casas de espetáculo, festas, museus, galerias de arte, centros culturais etc.) promovidas pela escola e em sua vivência pessoal, identificando sua ação e modos de comportamento diante das manifestações e produções culturais desses espaços.
27
Reconhecer as dificuldades e facilidades de execução e organização coletiva encontradas nas atividades propostas.
28
Relacionar vantagens e desvantagens entre as manifestações e produções culturais comparadas.
29
Analisar as manifestações e produções culturais construídas por si mesmo e pelos colegas.
30
Posicionar-se criticamente em relação às formas pelas quais as manifestações e produções culturais são veiculadas na sociedade.
31
Entender-se enquanto apreciador e produtor de manifestações e produções culturais, valorizando a importância de sua participação nos contextos estudados (escola e família).
32
Valorizar por meio de relatos orais ou diversas formas de registro o seu patrimônio cultural alusivo às manifestações e produções culturais, o do colega, a sua produção, a dos colegas, as coletivas e a dos artistas (amadores e profissionais) investigados.
33
Respeitar, mediante os combinados da classe, o direito de expressão dos colegas, compreendendo a importância da expressão pessoal para a construção coletiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário