quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

PLANO DE ENSINO 5º ano


PLANO DE ENSINO
Componente Curricular: Ciências

Série: 5º ano                                      Ano: 2

Professora: 

Objetivos:
  • Observar, registrar e comunicar algumas semelhanças e diferenças entre diversos ambientes, identificando a presença comum de água, seres vivos, ar, luz, calor, solo e características específicas dos ambientes diferentes;
  • Caracterizar espaços do planeta possíveis de serem ocupados pelo homem, considerando as condições de qualidade de vida;
  • Conhecer os tipos de florestas e suas características;
  • Conhecer a flora brasileira;
  • Conhecer áreas florestais protegidas: parques, reservas, florestas;
  • Examinar as questões ambientais do ponto de vista local até o global;
  • Ter conhecimento sobre o desmatamento e reflorestamento;
  • Ajudar os alunos a descobrirem os sintomas e causas reais dos problemas ambientais;
  • Conscientizar e reconhecer a importância das matas ciliares;
  • Reconhecer as conseqüências das queimadas;
  • Conscientizar-se e sensibilizar-se sobre a importância das árvores;
  • Reconhecer a importância da vegetação para o solo;
  • Identificar-se como parte integrante da natureza, percebendo os processos pessoais como elementos fundamentais para uma atuação criativa, responsável e respeitosa em relação ao ambiente;
  • Formular perguntas e suposições sobre o assunto em estudo;
  • Observar e identificar algumas características do corpo humano e alguns comportamentos nas diferentes fases da vida, no homem e na mulher, aproximando-se a noção de ciclo vital do ser humano e respeitando as diferenças individuais;
  • Organizar e registrar informações por meio de desenhos, quadros, esquemas, listas e pequenos textos, sob orientação do professor;
  • Comunicar de modo oral, escrito e por meio de desenhos, perguntas, suposições, dados e conclusões, respeitando as diferentes opiniões e utilizando informações obtidas para justificar suas idéias.

Conteúdo Programático
Conhecendo o solo
  • A Terra é nosso planeta
  • A litosfera
  • A conservação do solo
O Sistema Solar
  • O que estuda a Astronomia
  • O Sistema Solar
  • Os planetas do Sistema Solar
  • A rotação e a translação da Terra
Convivência entre os seres vivos
  • O ecossistema
  • Desequilíbrio ecológico
A floresta Amazônica e a mata atlântica
  • A floresta amazônica
  • A mata atlântica
O cerrado, a caatinga e outros biomas
  • O serrado
  • A caatinga
  • O manguezal
  • Os campos
  • O pantanal
Mata ciliar
  • Do rio 

  • Conhecendo a mata ciliar da
  • Queimadas e desmatamentos;
As diferenças entre ambientes preservados e degradados, causas e conseqüências para a qualidade de vida das comunidades, desde o entorno imediato até de outros povos que habitam a região do planeta, como das gerações futuras;
  • A necessidade e as principais formas de preservação, recuperação e reabilitação ambientais, de acordo com a realidade local;
  • A valorização de formas conservativas de extração, transformação e uso dos recursos naturais e da divulgação dos acontecimentos elaborados na escola para a comunidade;
  • A interdependência entre as áreas urbana e rural.
A reprodução dos animais e das plantas
  • A reprodução dos animais
  • A reprodução dos vegetais
A reprodução humana
  • A adolescência no ciclo da vida
  • O sistema genital humano
  • Uma nova vida
O sistema nervoso
  • O sistema nervoso
  • Ações voluntárias e involuntárias
Formas e usos da energia
  • A energia
  • A energia térmica
  • A energia elétrica
  • O magnetismo
Recursos tecnológicos
  • Equipamentos, máquinas, instrumentos e demais aparelhos utilizados para os mais diversos fins, nos ambientes urbanos ou rurais:
    • Nomes;
    • Para que servem;
    • Como servem ao homem;
    • Finalidades;
    • Fontes de energia que utilizam;
    • Transformações que realizam.


Comparação e classificação de equipamentos, utensílios e ferramentas, relacionando seu funcionamento à utilização de energia como capacidade de realizar trabalho.

Metodologia de Ensino
Desenvolvimento dos conteúdos através do Projeto de Leitura Interdisciplinar, pautado nos quatro tipos de leitura: estudo, pretexto, fruição/prazer e busca de informação.
Sondagem;
Problematização;
Sistematização;
Generalização ou Aplicação.
A construção de conceitos, desenvolvimento da criticidade, partindo da realidade do meio e do país que vivem.

Procedimentos de Avaliação
  • Diagnóstica;
  • Contínua/Processual/Formativa.

Bibliografia Básica

Proposta Curricular – Ensino Fundamental Ciclo 2- 3ª e 4ª séries


Componente Curricular: História

Série: 5º ano                                         Ano: 2

Professora:
Objetivos:
  • Propiciar aos alunos situações de aprendizagem para que desenvolvam habilidades (comparar, interpretar, classificar, analisar, sintetizar, construir conhecimentos) aplicando os conhecimentos em ações reflexivas e reativas que envolvam o questionamento e criticidade mediante a sociedade brasileira;
  • Utilizar diferentes fontes de informação para as leituras críticas (entrevistas, pesquisa bibliográfica, imagem, etc.);
  • Reconhecer algumas semelhanças e diferenças, permanências e transformações sociais, econômicas, culturais e políticas de dimensão cotidiana, existentes no seu grupo de convívio escolar e na sua localidade, vivências cotidianas das famílias, da coletividade, no tempo e no espaço de convivências;
Distinguir as relações de poder, formais ou de fato, estabelecidas entre sua localidade e os demais centros políticos, econômicos e culturais, em diferentes tempos;

Conteúdo Programático
O Brasil colonial
  • O início da colonização portuguesa na América
  • A mineração no Brasil colonial
  • Brasil: de colônia a monarquia independente
Brasil: do Segundo Império até 1930
  • O Segundo Império
  • Da monarquia à República
  • Movimentos no campo e nas cidades
O Brasil a caminho do terceiro milênio
  •  Longo governo Vargas
  • Entre duas ditaduras
  • Democracia
  • O Brasil da virada do século
A história da África e dos africanos, a luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional;

Metodologia de Ensino
Desenvolvimento dos conteúdos através do Projeto de Leitura Interdisciplinar, pautado nos quatro tipos de leitura: estudo, pretexto, fruição/prazer e busca de informação.
Sondagem;
Problematização;
Sistematização;
Generalização ou Aplicação.

Procedimentos de Avaliação
·        Diagnóstica;
·        Contínua/Processual/Formativa.
·        Com base nas observações do educador, elaborar estratégias de trabalho diferenciadas durante o processo de ensino e aprendizagem,
·        Registro em diferentes formas (textos, fotos, murais, entrevistas, exposições, planta, pesquisa bibliográfica, etc.);
·        Comparação de informações;
·        Pesquisa dirigida;
·        Obra de arte local;
·        Expressão oral, elaboração de pequenos textos, atividades escritas (conteúdo e texto), relatórios, debates e questionamentos.

Bibliografia Básica
Proposta Curricular – Ensino Fundamental Ciclo 2- 3ª e 4ª séries
.

Componente Curricular: Geografia

Série: 5º ano                                      Ano: 20

Professora: 

Objetivos:
·        Propiciar ao aluno situações através da realidade, a construção de conceitos, compreensão do espaço em que vivemos, situações de aprendizagem para que desenvolvam as habilidades (comparar, interpretar, classificar, analisar e sintetizar) aplicando o conhecimento em outras situações;
·        Reconhecer e comparar o papel da sociedade e da natureza na construção de diferentes paisagens urbanas e rurais brasileiras;
·        Utilizar a linguagem cartográfica para representar e interpretar informações em linguagem cartográfica, observando a necessidade de indicações de direção, distância, orientação e proporção para garantir a legitimidade de informações;
·        Conhecer e valorizar os modos de vida de diferentes grupos sociais, como se relacionam e constituem o espaço e a paisagem no qual se encontram inseridos;
·        Reconhecer o papel das tecnologias, da informação, da comunicação e dos transportes na configuração de paisagens urbanas e rurais e na estruturação da vida em sociedade;
·        Reconhecer no lugar no qual se encontram inseridos, as relações existentes entre o mundo urbano e o mundo rural, bem como as relações que sua coletividade estabelece com coletividade de outros lugares e regiões focando tanto o presente como o passado;
·        Valorizar o uso refletido da técnica e da tecnologia em prol da preservação e conservação do meio ambiente e da manutenção da qualidade de vida;
·        Reconhecer o papel das tecnologias, da informação, da comunicação e dos transportes na configuração de paisagens urbanas e rurais e na estruturação da vida em sociedade;
·        Adotar uma atitude responsável em relação ao meio ambiente, reivindicando, quando possível, o direito de todos a uma vida plena num ambiente preservado e saudável.

Conteúdo Programático
A terra
·        Conhecendo o nosso planeta
·        A forma e os movimentos da Terra
·        Oceanos e Continentes
A representação da Terra
  • Mapas
  • A representação do espaço no papel
A localização no planeta Terra
  • Paralelos e Meridianos
  • Os lugares e sua localização
A dinâmica da natureza
  • Formas de relevo
  • O relevo terrestre
  • O relevo brasileiro
  • A hidrografia do Brasil
  • Os rios e o seu aproveitamento
  • Climas do Brasil
  • A vegetação do Brasil
A população e as regiões do Brasil
  • A população brasileira
  • A distribuição da população no território
  • A formação da população brasileira
O trabalho e os recursos naturais
  • O trabalho nos setores econômicos
  • Os recursos naturais
A paisagem e o homem
  • IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatístca;
  • Uma rica vida brasileira;
  • A mudança da capital – Rio de Janeiro para Brasília;
  • Distribuição de Renda (IBGE- Censo e Censo Escolar);
  • Mata Ciliar: Problema ambiental (local e nacional);
  • Mata Ciliar – BASF ( Projeto Semente do amanhã);
  • Projetos ambientais (ONG’s);
  • São Paulo e Região Sudeste.
Distâncias e velocidade no mundo urbano e no mundo rural
  • Transporte e sua influência na vida em sociedade;
  • Alterações na paisagem;
  • O espaço que os meios de transportes ocupam;
  • O papel dos transportes coletivos (passado e presente);
  • Utilização dos meios de transporte;
  • Discutir e comparar as permanências e transformações dos meios de transporte em diferentes regiões;
  • Os combustíveis utilizados pelo transporte.

Metodologia de Ensino
Desenvolvimento dos conteúdos através do Projeto de Leitura Interdisciplinar, pautado nos quatro tipos de leitura: estudo, pretexto, fruição/prazer e busca de informação.
Sondagem;
Problematização;
Sistematização;
Generalização ou Aplicação.

Procedimentos de Avaliação
  • Diagnóstica;
  • Contínua/Processual/Formativa.
  • Com base nas observações do educador, elaborar estratégias de trabalho diferenciadas durante o processo de ensino e aprendizagem.

Bibliografia Básica
Proposta Curricular – Ensino Fundamental Ciclo 2- 3ª e 4ª séries



Componente Curricular: Língua Portuguesa

Série: 5º ano                                      Ano: 2

Professora:

Objetivos:
·        Compreender os textos orais e escritos com os quais se defrontam em diferentes situações de participação social, interpretando-os corretamente e inferindo as intenções de quem os produz;
·        Compreender o sentido das mensagens orais e escritas de que é destinatário direto ou indireto, desenvolvendo sensibilidade para conhecer a intencionalidade implícita e conteúdos discriminatórios ou persuasivos, especialmente nas mensagens veiculadas pelos meios de comunicação;
·        Ler autonomamente textos de vários gêneros previstos para o ciclo, decifrando-os;
·        Participar de diferentes situações de comunicação oral, acolhendo e considerando as opiniões alheias e respeitando os diferentes modos de falar;
·        Produzir textos dos gêneros previstos para o ciclo, utilizando escrita alfabética e preocupando-se com a forma ortográfica;
·        Considerar a necessidade das várias versões que a produção do texto escrito requer, empenhando-se em produzi-las com a ajuda do professor e/ou colegas;
·        Expressar-se em diferentes situações e saber expressar-se de diferentes maneiras; usar a linguagem adequada a cada ambiente, coloquial, formal;
·        Valorizar a leitura como fonte de informação, via de acesso aos mundos criados pela literatura e possibilidade de fruição estética, sendo capazes de recorrer aos materiais escritos em função de diferentes objetivos;
·        Usar a linguagem como instrumento de aprendizagem, sabendo como proceder para ter acesso, compreender e fazer uso de informações contidas nos textos: identificar aspectos relevantes; organizar notas; elaborar roteiros, compor textos coerentes a partir de trechos oriundos de diferentes fontes; fazer resumos; índices, esquemas etc.;
·        Saber explorar diferentes modalidades de leitura, como ler para revisar, ler para obter informações, ler para se divertir, etc.;
Revisar seus próprios textos a partir de uma primeira versão e, com ajuda do professor e/ou com ajuda dos colegas (socialização), redigir as versões necessárias até considerá-las bem escritas para o momento. Conteúdo Programático

  1. LÍNGUA ORAL: USOS E FORMAS
  • Escuta dos diferentes textos ouvidos em situações de comunicação direta ou mediada por telefone, rádio ou televisão, reconhecimento do significado contextual e do papel complementar de alguns elementos não-lingüísticos para conferir significação aos textos (gestos, postura corporal, expressão facial, tom de voz, entonação).
  • Utilização da linguagem oral em situações como as do primeiro ciclo, ampliando-se para outras que requeiram:
Maior nível de formalidade no uso da linguagem;
Preparação prévia;
Manutenção de um ponto de vista ao longo da fala;
Uso de procedimentos de negociação de acordos.
  • Utilização de recursos eletrônicos (gravador, vídeo e computador) para registrar situações de comunicação oral tanto para documentação como para análise.
2- LÍNGUA ESCRITA:USOS E FORMAS
Prática da Leitura
  • Utilização de sentido, coordenando texto e contexto (tipo de portador, características gráficas, conhecimento do gênero ou do estilo do autor, etc.) e a intencionalidade;
  • Emprego dos dados obtidos por intermédio da leitura para confirmação ou retificação das suposições de sentido feitas anteriormente;
  • Uso de recursos variados para resolver dúvidas na leitura: seguir lendo em busca de informação esclarecedora, deduzir do contexto, consultar dicionário, etc.;
  • Utilização de diferentes modalidades de leitura adequadas a diferentes objetivos: ler para revisar, para obter informação rápida, etc.
Uso de acervos e bibliotecas:
·        Busca de informações e consulta a fontes de diferentes tipos (jornais, revistas, enciclopédias, internet, etc.), com orientação do professor;
·        Leitura de livros na classe, na biblioteca e empréstimo de livros para leitura em casa;
·        Socialização das experiências de leitura;
·        Rastreamento da obra de escritores preferidos;
·        Formação de critérios para selecionar leituras e desenvolvimento de padrões de gosto pessoal.
Prática de produção de texto:
Considerando o destinatário, a sua finalidade e características do gênero
Aspectos Notacionais:
  • Divisão do texto em frases e/ou parágrafos, utilizando recursos do sistema de pontuação: maiúscula inicial, ponto final, exclamação, interrogação e reticências;
  • Separação, no texto, entre discurso direto e indireto e entre os turnos do diálogo, utilizando travessão e dois pontos ou aspas;
  • Indicação, por meio de vírgulas, das listas, enumerações;
  • Estabelecimento das regularidades ortográficas (interferência das regras, inclusive as da acentuação) e constatação de irregularidades (ausência de regras);
  • Acentuação das palavras: regras gerais relacionadas à tonicidade;
  • Utilização de dicionário e outras fontes escritas para resolver dúvidas ortográficas;
  • Produção de textos utilizando estratégias de escrita: planejar o texto, redigir rascunhos, revisar e cuidar da apresentação;
  • Controle da legibilidade do escrito.
Aspectos discursivos:
  • Organização das idéias de acordo com as características textuais de cada gênero;
  • Utilização de recursos coesivos oferecidos pelo sistema de pontuação e pela introdução dos conectivos mais adequados à linguagem escrita, expressões que marcam temporalidade e causalidade, substituições léxicas, manutenção do tempo verbal, etc.;
  • O emprego de regência verbal e nominal.
Gêneros adequados para o trabalho com a linguagem escrita
  • Cartas (formais e informais), bilhetes, convites, quadrinhas, textos de jornais, revistas e suplementos infantis; título, lides (jornal), notícia, classificados, resenhas;
  • Anúncios, cartazes, folhetos, slogans;
  • Contos (de fadas, de assombração, etc.) , fábulas, mitos e lendas populares;
  • Relatos históricos, textos de enciclopédia, verbetes de dicionário, texto expositivo de diferentes fontes (fascículos, revistas, livros, livros de consulta, didáticos, etc.);
  • Acróstico;
  • Propaganda;
  • Textos teatrais.

ANÁLISE E REFLEXÃO SOBRE A LÍNGUA
  • Análise da qualidade da produção oral alheia e própria;
  • Análise dos sentidos atribuídos a um texto nas diferentes leituras individuais e discussão dos elementos do texto que validem ou não essas diferentes atribuições de sentido;
  • Revisão do próprio texto:
Durante o processo de redação, relendo cada parte escrita, verificando a articulação com o já escrito, planejando o que falta escrever;
Depois de produzida uma primeira versão, trabalhando reestruturação para aprimora-lo, considerando as seguintes questões: adequação ao gênero, coerência e coesão textual, pontuação, paginação e ortografia;
Exploração das possibilidades e recursos da linguagem que se usa para escrever a partir da observação e análise de textos impressos, utilizando como referência ou modelo;
Comparação entre diferentes registros utilizados em diferentes situações comunicativas;
Análise de regularidades da escrita:
1-     Derivação de regras ortográficas;
2-     Concordância verbal e nominal (e outros aspectos que se mostrem necessários a partir das dificuldades de redação);
3-     Relações entre acentuação e tonicidade regras de acentuação).

Metodologia de Ensino
Desenvolvimento dos conteúdos através do Projeto de Leitura Interdisciplinar, pautado nos quatro tipos de leitura: estudo, pretexto, fruição/prazer e busca de informação.
Sondagem;
Problematização;
Sistematização;
Generalização ou Aplicação.

Procedimentos de Avaliação
  • Diagnóstica;
  • Contínua/Processual/Formativa.

Bibliografia Básica
Proposta Curricular – Ensino Fundamental Ciclo 2- 3ª e 4ª séries
Secretaria da Educação de Guaratinguetá, 2006.


Componente Curricular: Matemática

Série: 5º ano                                      Ano: 2

Professora: 
Objetivos:
·        Interpretar e produzir escritas numéricas, considerando as regras do sistema de numeração decimal e estendendo-as para a representação dos números racionais na forma decimal;
·        Resolver problemas, consolidando alguns significados das operações fundamentais e construindo novos, em situações que envolvam números naturais e, em alguns casos, racionais;
·        Refletir sobre procedimentos de cálculo que levem à ampliação do significado do número e das operações, utilizando a calculadora como estratégia de verificação de resultados;
·        Identificar características de acontecimentos previsíveis ou aleatórios a partir de situações-problema, utilizando recursos estatísticos e probalísticos;
·        Recolher dados e informações, elaborar formas para organiza-los e expressa-los;
·        Identificar dados apresentados sob a forma de tabelas e gráficos e valorizar essa linguagem como forma de comunicação;
·        Utilizar diferentes registros gráficos – desenhos, esquemas, escritas numéricas – como recurso para expressar idéias, ajudar a descobrir formas de resolução e comunicar estratégias e resultados;
·        Utilizar procedimentos e instrumentos de medidas usuais ou não, selecionando o mais adequado em função da situação-problema e do grau de precisão do resultado;
·        Interagir com seus pares de forma cooperativa, trabalhando coletivamente na busca de soluções para problemas propostos, identificando aspectos consensuais ou não na discussão de um assunto, respeitando o modo de pensar dos colegas e aprendendo com eles.
Conteúdo Programático


1-NÚMEROS NATURAIS E SISTEMA DE NUMERAÇÃO DECIMAL
  • Números racionais (representação concreta partindo de uma situação problema);
  • Reconhecer os números naturais e decimais em diversas situações (jornais, filmes, comércio);
  • Escrever, comparar e ordenar números naturais de qualquer grandeza;
  • Aplicar as regras do sistema de numeração decimal para compreensão, leitura e representação dos números racionais escritos na forma decimal (com vírgula);
  • Representação decimal de números racionais (décimo, centésimo, milésimo);
  • Comparar e ordenar números racionais na forma decimal;
  • Composição e ordenação de um número natural nas classes das diversas ordens;
  • Sistema monetário (uso cotidiano) e relacionado aos números decimais;
  • Localizar na reta numérica a posição de números racionais na forma decimal;
  • Reconhecimento de que os números racionais admitem diferentes (infinitas) representações na forma fracionária (frações equivalentes);
  • Identificação e produção de frações equivalentes, pela observação de representações gráficas e de regularidades nas escritas numéricas;
  • Reconhecer quando se dá o uso da porcentagem no cotidiano;
  • Relação entre representações fracionárias e decimal de um mesmo número racional;
  • Exploração dos diferentes significados das frações em situações-problema: parte-todo, quociente e razão.

Operações com números naturais e racionais
·        Análise e resolução de problemas com o uso de números naturais;
·        Ampliação do repertório das operações com números naturais para desenvolver o cálculo mental e o escrito;
·        Adição, subtração e multiplicação de números racionais na forma decimal, utilizando estratégias próprias e técnicas convencionais (denominadores iguais) e na resolução de situações-problema;
·        Decisão sobre o uso do cálculo mental ou de uma técnica convencional, em função do tipo de problema e dos números envolvidos;
·        Sistema Monetário (relacionado aos números decimais) e uso do cotidiano;
·        Interpretar expressões numéricas com sinais de associação ( ), [ ], { }, contendo as quatro operações fundamentais;
·        Divisão por um algarismo (retomada do ano anterior e aprofundamento);
·        Divisão por dois algarismos;
·        Análise, interpretação, formulação e resolução de situações-problema, compreendendo diferentes significados das operações envolvendo números naturais e racionais;
·        Ampliação das técnicas operatórias em que dois fatores superam 100. O princípio multiplicativo;
·        Utilização da multiplicação e da divisão na resolução de situações-problema;
·        Cálculo simples de porcentagem;
·        Decisão sobre a adequação do uso do cálculo mental – exato ou aproximado– ou da técnica operatória, em função do problema, dos números e das operações envolvidas.
2-ESPAÇO E FORMA
  • Utilizar malhas ou redes quadriculadas para representar no plano a posição de uma pessoa ou objeto;
  • Descrição, interpretação e representação da movimentação de uma pessoa ou objeto no espaço e construção de itinerários;
  • Reconhecimento de elementos geométricos nas formas da natureza e nas criações artísticas;
  • Identificar semelhanças e diferenças existentes entre corpos, como a esfera, o cone e o cilindro;
  • Reconhecimento de semelhanças e diferenças entre poliedros, como prismas e pirâmides, e identificar elementos como faces, vértices e arestas;
  • Análise das faces, identificação de simetrias, desmontagem e montagem de figuras tridimensionais;
  • Observação de semelhanças e diferenças entre polígonos, número de ângulos e eixos de simetria;
  • Identificação de semelhanças e diferenças existentes entre corpos, como a esfera, o cone e o cilindro;
  • Perceber que qualquer polígono pode ser composto a partir de figuras triangulares;
3-GRANDEZAS E MEDIDAS
  • Identificação e comparação de grandezas mensuráveis e escolha da unidade de medida correta, de acordo com essa grandeza. Ex.: metro para comprimento e quilograma para massa;
  • Reconhecimento e utilização de unidades usuais de medida como metro, centímetro, quilômetro, grama, miligrama, litro, mililitro, volume e peso;
  • Utilização de procedimentos e instrumentos de medida, em função do problema e da precisão do resultado;
  • Identificação e emprego de unidades usuais de tempo e de temperatura;
  • Efetuar conversões simples, verificando que os sistemas de medidas são decimais e, portanto, serão usadas as mesmas regras desse sistema para fazer as contas;
  • Perímetro e a área de figuras desenhadas em malhas quadriculadas e comparar o perímetro e a área de duas figuras sem e com o uso de fórmulas;
  • Reconhecimento e utilização das medidas de tempo e realização de conversões simples.
4- TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO
  • Produção de textos escritos, a partir da interpretação de gráficos e tabelas com base em informações contidas em textos jornalísticos, científicos e outros;
  • Leitura e interpretação de dados apresentados de maneira organizada (por meio de tabelas, diagramas e gráficos);
  • Exploração da idéia de probabilidade em situação-problema simples, identificando sucessos seguros e as situações de “sorte”;
  • Identificação das possíveis maneiras de combinar elementos de uma coleção e de contabilizá-las usando estratégias pessoais;
  • Análise de gráficos e tabelas;
  • Interpretação de dados apresentados por meio de tabelas e gráficos, para identificação de características previsíveis ou aleatórias de acontecimentos;
  • Obtenção e interpretação de média aritmética;
Reconhecimento das possíveis formas de combinar elementos de uma coleção e de contabilizá-las usando estratégias pessoais.

Metodologia de Ensino
Desenvolvimento dos conteúdos através do Projeto de Leitura Interdisciplinar, pautado nos quatro tipos de leitura: estudo, pretexto, fruição/prazer e busca de informação.
Sondagem;
Problematização;
Sistematização;
Generalização ou Aplicação.

Procedimentos de Avaliação
  • Diagnóstica;
  • Processual;
  • Observação contínua;
  • Prova operatória.

Bibliografia Básica
Proposta Curricular – Ensino Fundamental Ciclo 2- 3ª e 4ª séries
Secretaria da Educação de Guaratinguetá, 2006.

Componente Curricular: Arte

Série: 5º ano                          Ano: 2

Professora: 

Objetivos:
Ao longo do processo ensino-aprendizagem de Arte, o aluno deverá ter oportunidade de:
  • Conviver com as diversas formas de Arte;
  • Conhecer as diferentes linguagens artísticas;
  • Experimentar a expressão de emoções, sentimentos e idéias pessoais por meio das diferentes linguagens oferecidas pela Arte;
  • Descobrir suas potencialidades em Arte;
  • Ampliar a percepção e a imaginação criativa;
  • Valorizar a Arte como forma de crescimento pessoal e como experiência lúdica;
  • Resgatar o saber artístico acumulado pela humanidade e expresso na produção artística dos diversos estilos;
  • Sensibilizar-se sobre o significado sociocultural da Arte;
  • Valorizar a Arte como forma de conhecimento e interpretação;
  • Reconhecer o significado sociocultural da Arte;
  • Valorizar a Arte como forma de conhecimento e interpretação da realidade;
  • Desenvolver o desejo e o interesse pela pesquisa e investigação em Arte;
  • Reconhecer a transcendência da Arte como linguagem universal.
Conteúdo Programático

Artes Visuais
I-Expressão e comunicação na prática dos alunos em Artes Visuais
  • As artes visuais no fazer dos alunos: desenho, pintura, colagem, gravura, historia em quadrinhos, produções informatizadas;
  • Experimentação, utilização e pesquisa de matérias e técnicas artísticas (pincéis, lápis, giz de cera, papéis, tintas) e outros meios (máquinas fotográficas, vídeos, computador);
  • Consideração dos elementos básicos da linguagem visual em suas articulações nas imagens produzidas (relações entre ponto, linha, plano, cor, textura, forma, volume, luz, ritmo, movimento, equilíbrio);
II- As Artes Visuais como objeto de apreciação significativa
  • Contato sensível, reconhecimento e análise de formas visuais presentes na natureza e nas diversas culturas;
  • Identificação e reconhecimento de algumas técnicas e procedimentos artísticos presentes nas obras visuais;
  • Convivência com produções visuais (originais e reproduzidas) e suas concepções estéticas nas diferentes culturas (regional, nacional e internacional);
  • Identificação dos significados expressivos e comunicativos das formas visuais;
  • Contato sensível, reconhecimento, observação e experimentação de leitura das formas visuais em diversos meios de comunicação da imagem: fotografia, cartaz, televisão, vídeo, histórias em quadrinhos, telas de computador, publicações, publicidade, desenho industrial, desenho animado.
III- As Artes Visuais como produto cultural e artístico
  • Observação, estudo e compreensão de diferentes obras de artes visuais, artistas e movimentos artísticos produzidos em diversas culturas (regional, nacional e internacional) e em diferentes tempos da história;
  • Pesquisa e freqüência junto das fontes vivas (artistas) e obras para reconhecimento e reflexão sobre a arte presente no entorno;
  • Contato freqüente, leitura e discussão de textos simples, imagens e informações orais sobre artistas, suas biografias e suas produções. (Ex.: Quissak Júnior, Antônio Galvão, etc.);
  • Freqüência e utilização das fontes de informação e comunicação artísticas presentes nas culturas (museu, mostras, exposições, galerias, ateliês, oficinas);
Origami (dobraduras);

Metodologia de Ensino
Desenvolvimento dos conteúdos através do Projeto de Leitura Interdisciplinar, pautado nos quatro tipos de leitura: estudo, pretexto, fruição/prazer e busca de informação.
Sondagem;
Problematização;
Sistematização;
Generalização ou Aplicação.

Procedimentos de Avaliação
  • Diagnóstica;
  • Constante;
  • Formativa;
  • Auto-avaliação

2 comentários:

  1. Olá, Profª Edma!
    Parabéns, pela sua valiosa contribuição,
    Socializando o saber!

    Profº Francisco Quadros

    ResponderExcluir
  2. Olá profª Edma!
    Parabéns,Pela sua colaboração ao nosso trabalho.É isso mesmo,o conhecimento tem que ser socializado,compartilhado com todos.
    Abraços.Pena que não pode ser salvo.Sou pedagoga e gostaria muito de levar a sua sugestão para a minha equipe de professores.Se puder mande pelo meu Email.idairfanaia@hotmail.com

    ResponderExcluir