segunda-feira, 23 de maio de 2011

PROJETO BORBOLETA


Projeto Borboleta - A vida no jardim




Projeto Borboleta - A vida no jardim

O momento das brincadeiras no pátio, é um momento de movimento e exploração, as brincadeiras são dinâmicas e os pequenos cientistas exploram todos os espaços com muita curiosidade.

O Henrique G. e o Dani, acharam algo estranho.

E agora? O que é isso? O que fazemos com isso?

Quando me perguntaram eu sabia que era um casulo, só não sabia responder se de uma borboleta ou de uma Mariposa.

Pronto!! estava formado um comitê, para descobrir.

As outras crianças foram convidadas a desvendar este mistério. A solução, foi convidar o casulo para morar em nossa salinha, com o propósito de cuidarmos dele e observarmos a origem da vida.





O casulo recebeu um vidro, tampado com tule, para que pudesse respirar e um lugar na salinha, próximo a janela. Dentro do vidro, tentamos reproduzir o ambiente onde ela foi encontrada com terra, galho e folha.
Já na salinha, conversamos sobre o que sabíamos e o que ainda gostaríamos de aprender sobre a borboleta ( e as mariposas), já que o que sairá do casulo é uma surpresa.

O Enzo, aproveitou a caixa de fantasias, para pegar uma roupa e fazer de conta que estava dentro de um casulo, onde dali, ele seiria uma borboleta.
Todo os dias, ao chegarem na escola, a primeira coisa que as crianças verificam, é como está o casulo e se a borboleta já nasceu.
Olha só a Juju dando uma conferida.

Justificativa
O momento das brincadeiras no pátio, tem sido um espaço de exploração e descobertas. A turminha, tem sido desbravadora e tem buscado conhecer a natureza e suas características. Alguns demonstram certo receio em se aproximar dos bichinhos do jardim, outros demonstram prazer e buscam encontrar estes animaizinhos. Foi em uma destas brincadeiras, que as crianças encontraram um casulo, a curiosidade foi tanta que resolvemos guardá-lo em nossa salinha para descobrir se dele sairá uma linda borboleta ou uma mariposa, sendo este animal, o principal objeto de estudo deste projeto.
O projeto tem como finalidade, esclarecer as dúvidas e saciar o desejo de conhecimentos dos pequenos, em relação aos bichinhos que dividem o espaço do pátio com a gente:

Objetivos
Ampliar os conhecimentos a cerca dos insetos, seu habitat, alimentação, ciclo de vida e algumas curiosidades;
Entender a importância de cada um deles para o equilíbrio da natureza;
Formar uma consciência ecológica, defendendo a preservação das espécies da natureza;
Ampliar noções matemáticas, linguagem e conhecimentos científicos, através de atividades relacionadas ao assunto.

Listagem de atividades
Sondagem sobre conhecimentos:
Lista do que sabemos e o que queremos saber sobre as borboletas;
Pesquisa com a família, que deverá encaminhar para a escola, suas descobertas sobre estes animais e a resposta sobre os assuntos que as crianças ainda gostariam de saber;
Leitura da poesia AS BORBOLETAS – Vinícius de Moraes;
Música: Borboleta –Marisa Monte;
Aprendendo sobre a letra B (topografia, escrita, som, descoberta de palavras);
Jogo da borboleta, (atributos: cor, tamanho e figura fundo);
Hipótese de palavras,
Dobraduras
Dedoches
Histórias
Móbile de borboleta para ornamentar a salinha 9realizado na semana da família, pela mãe e dinda da Paulinha).

CICLO DE VIDA DA MARIPOSA - TAMBÉM DAS BORBOLETAS






Na aula de música - Pedi que a professora cantasse com eles a seguinte música.

BORBOLETA – Marisa Monte

Borboleta pequenina que vem para nos saudar
Venha ver cantar o hino que hoje é noite de Natal

Eu sou uma borboleta pequenina e feiticeira

Ando no meio das flores procurando quem me queira

Borboleta pequenina saia fora do rosalVenha ver quanta alegria que hoje é noite de Natal

Borboleta pequenina venha para o meu cordão

Venha ver cantar o hino que hoje é noite de Natal

Eu sou uma borboleta pequenina e feiticeira

Ando no meio das flores procurando quem me queira

Borboleta pequenina saia fora do rosal
Venha ver quanta alegria que hoje é noite de Natal
Após esta atividade fizemos uma dobradura e colagem de materiais, para confeccionar a borboleta, depois, trabalhamos as 4 formas diferentes de escrever a letra B e o seu som. As crianças foram convidadas a fazer uma lista de palabras com a letra b (no ínício ou no meio), eu fui apenas anotando as sugestões.
No dia seguinte: A rodinha começou comigo, já que eu havia descoberto um poema sobre borboletas. Recitei o poema que encantou a gurizada. As crianças amaram. No primeiro dia, solicitaram que eu o repetisse 6 vezes consecutivas.O poema foi escrito em um cartaz. Cada criança recebeu um giz de cera e a tarefa de encontrar palavras com B no cartaz para pintá-las. Cada um falou uma outra palavra com a mesma letra da inicial da Borboleta.Já no segundo dia, haviam crianças que sabiam de cor e durante as atividades, ficavam recitando-o.
Após, fizemos uma borboleta, utilizando o carimbo das mãos como modelo.A foto que serviu como inspiração foi esta:


AS BORBOLETAS - VINÍCIUS DE MORAES

Brancas
Azuis

Amarelas
E

pretas

Brincam na luz

As belas Borboletas

Borboletas brancas São alegres e francas.

Borboletas azuis Gostam muito de luz.

As amarelinhas São tão bonitinhas!
E as pretas, então . . . Oh, que escuridão!


       
Materiais utilizados:
·         Glitter;
·         Cola;
·         E.V.A;
·         Cola quente e máquina;
·         Tesoura;
·         Pincel atômico;
·         Lastéx;
·         Garrafas pet (237 ml);
·         Agulha.


Modo de fazer:
·                    Primeiro passo: Limpe as garrafas PETI, retire o rótulo e o lacre, depois reserve o lacre.

·                    Segundo passo: Passe cola por dentro de toda a garrafinha e passe o Glitter, depois deixe secar.

·                    Terceiro passo: Pegue a folha de E.V.A e desenhe o molde da borboleta, começando pelas asas, o corpinho, a cabeça e uma tira de 15cm para o pescoço, depois recorte o molde. Com o pincel atômico faz o contorno das asas, do corpinho e desenhe o rostinho da borboleta.

Observação: Quando estiver recortando o E.V.A, a tesoura deve sempre cortar em linha reta, o E.V.A que deve girar para passar a tesoura, assim você cortará de maneira perfeita.
·                    Quarto passo: Costura o lastéx no corpinho da borboleta e na ponta do lastéx amarre o lacre da garrafa, que será utilizado como uma argola para a criança segurar a borboleta.

·                     Quinto passo: Cole o rostinho na tampa da garrafa e cole a tira em volta da tampa para formar o pescoço da borboleta.

·                    Sexto passo: Cole o corpinho nas asas, depois cole as asas na garrafa, utilize super bonde para melhor adaptação, ou pode utilizar a cola quente, no caso da cola quente precisará além de colar, costurar o corpinho na garrafa. Decore a borboleta de acordo com a sua preferência, uma dica é fazer bolas de glitter nas asas.





Nenhum comentário:

Postar um comentário