quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

A História das Olimpíadas

A História das Olimpíadasa Grécia antiga, o calendário era medido de quatro em quatro anos, denominado olímpiada. Essa expressão nasceu em Olímpia, região localizada a noroeste de Peloponeso.A história das Olimpíadas começou na Grécia no ano de 2500a.C. quando os jogos eram realizados em homenagem a Zeus, deus dos deuses, senhor do céu e do trovão.Nessa época as modalidades disputadas eram as de atletismo, boxe, luta, pentatlo e corrida de cavalo. Os vencedores recebiam apenas uma coroa de ramo de oliveira.Mas de onde vem a importância da oliveira?Parte da resposta está na Bíblia. Segundo o livro sagrado, Noé soltou uma pomba branca de sua arca e a ave voltou com um ramo de oliveira no bico, sinal de que havia terminado o dilúvio e a ira de Deus. Tanto a ave quanto o ramo transformaram-se em símbolos da paz.A planta é conhecida como a “árvore da vida” por sua grande resistência e seu cultivo é uma das principais econômicas da Grécia desde o século 8 antes de Cristo.Em 392, as Olimpíadas foram proibidas pelo imperador romano, Teodósio I, que se converteu ao cristianismo e proibiu todas as festas pagãs, inclusive os jogos olímpicos.O Barão que Amava o EsporteResgatar os jogos para os dias de hoje foi ideia do parisiense Pierre de Fredy, conhecido como Barão de Coubertin (1863-1937). Provável autor da famosa frase “o importante não é vencer, é competir”, ele queria trazer de volta a tradiçãoolímpica para incentivar o esporte, quem sabe, ajudar na união dos povos.Em 1894, o Barão de Coubertin criou, junto com representantes de 15 países, o Comitê Olímpico Internacional, o COI. Foi uma correria, mas em 1896 tudo estava pronto para a realização dos primeiros Jogos Olímpicos da era moderna.Os jogos foram abertos no estádio de Atenas pelo rei George I, da Inglaterra, com a participação de 285 atletas. A partir de então, as Olimpíadas são realizadas sempre de quatro em quatro anos .O barão e seus colegas do COI criaram várias regras e símbolos, que são usados até hoje. A bandeira olímpica, com cinco anéis coloridos representando os continentes, entrelaçados sobre um fundo branco, é o símbolo da integração dos povos. As cores dos anéis - azul, amarelo, preto, verde e vermelho – são as seis cores que aparecem em todas as bandeiras nacionais até o presente momento.Foi também Coubertin que teve a ideia de criar a cerimônia de premiação depois de cada prova, quando os melhores atletas recebem medalhas de ouro, prata e bronze.Para reviver o espírito dos jogos gregos, criou-se a tradição da tocha olímpica, que é acesa todos os anos no lugar onde existiu a cidade de Olímpia, descoberto pelo arqueólogo Ernest Curtius. A tocha é sempre levada de Atenas, capital da Grécia, até a sede dos jogos, se possível por terra, por meio de um revezamento de atletas. Um atleta do país organizador é então encarregado deacender a pira olímpica com a tocha, que permanecerá acesa enquanto durar a competição.Na época em que foi criado o COI, ficou decidido que somente quatro modalidades de esportes poderiam registrar recordes olímpicos: tiro, atletismo, natação e halterofilismo.Vários lugares já sediaram os Jogos Olímpicos. Veja:1896: Atenas • 1900: Paris • 1904: St. Louis • 1906: Atenas • 1908: Londres • 1912: Estocolmo • 1920: Antuérpia • 1924: Paris • 1928: Amsterdã • 1932: Los Angeles • 1936: Berlim • 1948: Londres • 1952: Helsinque • 1956: Melbourne • 1960: Roma • 1964: Tóquio • 1968: Cidade do México • 1972: Munique • 1976: Montreal • 1980: Moscou • 1984: Los Angeles • 1988: Seul • 1992: Barcelona • 1996: Atlanta • 2000: Sydney• 2004: Atenas • 2008: PequimPróximas sedes:• 2012: Londres • 2016: Rio de JaneiroFonte: Jornalzinho da Criança/ julho 2004 - http://www.canalolimpico.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário